top of page

ESTUDAR MODA:
IDEIAS SOLTAS SOBRE CRIATIVIDADE E O FUTURO DA MODA

Conteúdo especial para assinantes

MESTRADO EM MODA.jpg

O desejo de ter o mailing já existia, porém faltava a ideia para o primeiro tema. Uma temática que englobasse os conteúdos que já produzi, os assuntos que estudo e algo que fosse interessante para vocês, algo único e pouco explorado.

O insight surgiu durante minha caminhada matinal, sem fones de ouvido, apenas com o som dos meus passos e dos pássaros, ocasionalmente interrompido pelo ruído de algum carro.

Antes de começar, é importante deixar claro que a proposta deste conteúdo mais intimista é compartilhar as ideias da Francys profissional de moda e, principalmente, da Francys mãe da Eugênia. Grande parte das minhas preocupações com o futuro, ensino, AI e aprendizado decorre do meu papel de mãe. Embora já tivesse alguma inquietação sobre esse tema no passado, quando era apenas professora, elas não me levavam a ler livros como "A fábrica de cretinos digitais: Os perigos das telas para nossas crianças", "Foco roubado: Os ladrões de atenção da vida moderna" ou "Sapiens: Uma breve história da humanidade".

Contudo, ao ler esses livros e compreender melhor os perigos das redes sociais e das telas para os pequenos, percebi que várias gerações foram afetadas de alguma forma, incluindo a minha com o boom dos games. 

Entendo que não posso julgar quando pais colocam seus filhos diante das telas, pois sei que existem diversos motivos para isso. Meu objetivo aqui não é apontar o dedo. Quero alertar sobre como isso tem afetado nossa criatividade.

Percebi isso ao longo dos anos como professora universitária. Uma amiga e colega que começou a lecionar no mesmo ano que eu sempre conversávamos sobre o desenvolvimento dos alunos e livros como "Nação Dopamina" ou "Nação Tarja Preta" me proporcionaram uma compreensão mais profunda de como as telas, redes sociais e medicação podem afetar nossa mente e, consequentemente, nossa capacidade de criar.

Quando falo em criar, refiro-me mais ao sentido genuíno do design do que à simples coleta de referências no Pinterest e à aplicação de técnicas de análise copia e cola. Criar é olhar para uma referência e extrair elementos a partir dela. Quanto mais criativa a pessoa for, mais ela é capaz de extrair desses elementos e criar algo único e de fato autoral.

Nessa aula eu falo sobre a criatividade na moda. Compartilho alguns insights e também falo sobre os livros que irão te ajudar nesse processo. 

LISTA DE LIVROS QUE CITEI NA AULA E QUE TE AJUDARÃO NESSE PROCESSO:

 

Tudo o que Você Pensa, Pense ao Contrário - Paul Arden https://amzn.to/3cRNGkl

Pense como um artista... e tenha uma vida mais criativa e produtiva - Will Gompertz https://amzn.to/3vsUsDU

Roube como um artista: 10 dicas sobre criatividade - Austin Kleon https://amzn.to/3benL62

Um olhar criativo - Peter Jenny https://amzn.to/3SbaqvU

O caminho do artista: Desperte o seu potencial criativo e rompa seus bloqueios https://amzn.to/3BsSd7b

Criatividade e processos de criação - Fayga Ostrower https://amzn.to/3bh75uM

Psicologia para criativos: Dicas e sugestões de como manter a originalidade e sobreviver no trabalho - Frank Berzbach https://amzn.to/3vqVsYV

A arte da Criatividade - Rod Judkins https://amzn.to/3OKwyul

O caminho do artista - Julia Cameron https://amzn.to/3OMvMgl A arte da escuta: Desenvolvendo a criatividade pela prática da atenção - Julia Cameron https://amzn.to/3OIz0Bl

E se fosse diferente?: Caminhos alternativos para despertar sua criatividade - Gabriel Gomes https://amzn.to/3SbO51r

A ciência dos bebês: Da gravidez aos 5 anos: como criar filhos inteligentes e felizes - John Medina https://amzn.to/3SeKfEA

Daily Rituals: How Artists Work - Mason Currey https://amzn.to/3BrNwKV

Além das técnicas tradicionais que falei na aula, a MOULAGE é uma técnica que me ajudou nesse processo e aqui eu conto como foi:

E quanto ao futuro da moda? Como a inteligência artificial impacta nesse cenário?

 

De acordo com matérias como a publicada no site Fashion Network, a inteligência artificial não substitui a criatividade dos designers, e eu realmente acredito nisso. Uma vez que você entende sobre criatividade, a exercita, busca novas experiências e procura expandir seu repertório, percebe que é algo único para cada pessoa. Dificilmente alguém conseguirá trilhar o mesmo caminho que você. Então, se você trabalha dessa forma, saiba que sempre terá lugar no mercado de trabalho, independentemente da área escolhida.

Um conselho para quem já trabalha ou pensa em trabalhar com moda é: cuide do seu intelecto! É ele que garantirá que não sejamos substituídos por máquinas. Desenvolva habilidades que a IA jamais terá. E para finalizar, perguntei para ninguém menos que o próprio Chat GPT quais as habilidades necessárias para o profissional que não quer ser substituído. Olha o que ele respondeu:

"Embora a inteligência artificial (IA) possa realizar muitas tarefas de forma eficiente, há várias habilidades e características humanas que são difíceis de serem replicadas por máquinas. Aqui estão algumas sugestões sobre o que uma pessoa pode focar para não ser facilmente substituída pela inteligência artificial:

  • Desenvolva Habilidades Sociais e Emocionais: Habilidades interpessoais, empatia e a capacidade de se comunicar efetivamente são fundamentais. A IA tem dificuldades em entender e lidar com emoções humanas. E aqui outro ponto favorável, por isso eu penso que o ato humano de criar será uma moeda valiosa no futuro, pois no processo criativo há muita emoção envolvida e isso nenhuma máquina terá. 

  • Pensamento Criativo e Inovação: Habilidades criativas, como a capacidade de pensar fora da caixa, gerar novas ideias e resolver problemas complexos de maneiras únicas, são características humanas difíceis de serem replicadas por IA. Exatamente o que eu havia dito! 
     

  • Aprofunde-se em Conhecimento Especializado: Tornar-se um especialista em um campo específico pode oferecer uma vantagem, pois a IA muitas vezes lida melhor com tarefas generalistas. Especialização humana em setores específicos é valorizada. Nem preciso comentar! 

  • Adquira Habilidades de Aprendizado Contínuo: A IA está em constante evolução, mas os humanos têm a capacidade única de aprender rapidamente e se adaptar a novos desafios. Estar disposto a aprender constantemente é uma vantagem. Também não tenho grandes comentários em relação a essa sugestão, acredito que nossas habilidades cognitivas estão em constante transformação e precisam de estímulos constantes. 

​​

  • Habilidades Manuais e Artísticas: Trabalhos que envolvem habilidades práticas, artísticas e manuais são menos propensos a serem automatizados. Profissões como artesanato, arte e trabalhos manuais têm uma dimensão humana única. Aqui temos como exemplo a Alta Costura que há mais de 100 anos continua sendo o equivalente a obra de arte da roupa. As técnicas manuais sempre serão valiosas, é algo único que reune técnica, habilidade e paixão. A moulage também entra aqui, juntamente com uma costura bem feita.

  • Flexibilidade e Resiliência: A capacidade de se adaptar a mudanças e lidar com situações imprevisíveis é uma característica humana valiosa. A IA pode ter dificuldades em contextos dinâmicos e incertos.

  • Colabore com a Tecnologia: Em vez de resistir à tecnologia, aprenda a colaborar com ela. Entenda como usar ferramentas e tecnologias de maneira eficaz para melhorar suas próprias habilidades e eficiência.

​​

Em resumo, focar em habilidades exclusivamente humanas, como criatividade, habilidades sociais e adaptação a mudanças, pode ajudar a garantir uma posição mais resistente às mudanças provocadas pela inteligência artificial. Torne-se especialista em uma determinada área e nunca pare de correr atrás do conhecimento. Parece frase clichê de motivação, mas ainda é o que funciona, especialmente nesse momento transitório. 

E para concluir esse tema, veja que incrível esse processo de desenvolvimento na Maison Dior:

Agora se você ficou com vontade de criar algo na moulage, compartilho aqui alguns tutoriais com técnicas especiais

bottom of page