PARIS E OS MERCADOS DE PULGAS

September 13, 2009

 

Quem estuda e trabalha com moda sabe que a profissão requer muita pesquisa, certo? Sempre ouvi essa frase enquanto estudante e agora que estou no mercado de trabalho ela faz todo o sentido, pois trabalhar com moda requer pesquisa constante sobre o que está acontecendo, o que está na moda, qual será a próxima cor, shape ... Enfim, pesquisa-se muito e o tempo todo. 

 

Uma fonte muito rica de pesquisa são as viagens. Viajando experimentamos e conhecemos diferentes culturas e a forma como as pessoas vivem, vestem-se, comportam-se! Todos esses elementos estimulam nossa criatividade.

 

Além de museus e galerias, um lugar que fala muito da cultura de um povo, são os mercados de pulgas ou feiras de ruas, também chamadas mundo afora de marché aux puces, na França, Flea market, Reino Unido, Feira da ladra, em Portugal e Feria de antigüedades, na Argentina e Uruguay.

 

Visitar essas feiras é como entrar na casa das pessoas, pois além de antiguidades, muitas pessoas se desfazem dos objetos que utilizam como enfeites, livros, dvds, cds, brinquedos... a variedade de itens é grande! 

 

Desde criança era fã de "coisas velhas", passava as férias na casa de campo da minha bisavó e amava brincar entre os móveis antigos, os retratos pendurados preto e branco, as roupas, os lenços! Tudo isso sempre me encantou e visitar essas feiras é um forma nostálgica de voltar no tempo.

 

Paris tem muitos brechós e antiquários espalhados pela cidade, o mais famoso é o Marché aux puces de Saint Ouen. É enorme, e pra visitar é aconselhável dedicar uma tarde inteira.

 

Uma tarde de sábado, enquanto passeava com uma amiga (curiosamente com o mesmo nome, Francis!) pelo XVIIIe arrondissement , mais especificamente em Montmartre, encontramos uma pequena feira de rua, no meio de uma praça! O dia estava ensolarado e super convidativo para passear entre as antiguidades espalhadas pela feira.

 

Montmartre é para mim um dos mais inspiradores bairros de Paris, com o clima é bucólico das ruazinhas arborizadas, calçamento antigo, bares, feirantes... tudo é muito charmoso, além disso, foi o cenário do filme "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain", que eu amo de paixão!

 

No meio de tantas coisas legais, impossível não amar essa feira!

 

Na feira tinha uma variedade de manequins, máquinas de costura, e o mais bacana dessa feira é que tinha uma infinidade de roupas antigas, sapatos, botões, acessórios, formas de sapatos.

Roupas, lenços (Lanvin, ok?), botões...  

 

Observar esses tesouros são experiências essenciais para construirmos nosso repertório pessoal, até porque tudo é útil para alimentar o processo criativo e assim vamos acumulando inspirações e ideias que auxiliarão em projetos futuros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

COMO ORGANIZO MEUS LIVROS

VLOG #2: VICTORIA & ALBER...

VLOG #1: MUSEO DEL TRAJE

1/5
Please reload