FIRENZI: GALLERIA DEL COSTUME

February 23, 2012

Chegamos tarde em Firenze, então jantamos e fomos descansar para aproveitar o dia seguinte.

 

Sábado, primeira hora da manhã, pegamos o ônibus circular e a ideia é que estávamos em um almoço de domingo na casa dos parentes, sabe? Altas risadas... Todos os passageiros conversando como se fossem melhores amigos. Uma energia muito boa! A cidade é relativamente pequena, então a melhor forma de conhecer é caminhando. 

 

Andando pelas ruelas encontro uma loja chamada Fratelli Peruzzi (irmãos Peruzzi) que infelizmente estava fechada para reformas. Eu tenho descendência italiana, meu nome completo é Francys Peruzzi Saleh, e convivi bastante com meu avô paterno, que tinha hábitos italianos e era um senhor muito criativo e inventivo. Certamente herdei dele e de sua família, algumas características criativas.. Ele tinha uma oficina no porão de sua casa e lá passava o dia envolvido modificando motores. Criou alguns itens domésticos para minha vó, como uma máquina para sovar pães, entre outras criações. Tive muita sorte de poder conviver com ele quando era criança.

 

Encontrei minha família italiana

 

A família Peruzzi era uma família importante de banqueiros em Firenze no século XIV, antes dos Médicis. A fortuna deles era oriunda de negócios têxteis. Importavam lã inglesa e distribuíam nas cortes de Paris, Nápoles e Londres. Na época, haviam também importantes pintores e arquitetos na família. Certamente isso explica meu gosto por arte, design e moda, não é? Atualmente existe uma marca de bolsas e artigos em couro chamada Peruzzi Firenze, que atua desde 1945  e como havia comentado antes, os Fratelli Peruzzi, que fabricam jóias e artefatos há 150 anos. 

 

Firenze é o centro do renascimento, um berço cultural cheio de histórias e museus, mas visitei apenas um museu, porquê chega uma hora da viagem que já estamos cansados de museus, filas e tal, que o melhor é sair pela cidade mesmo... 

 

E os museus de moda? Só sobre o assunto existem inúmeros museus na cidade como o da Gucci, Salvatore Ferragamo, por exemplo. Firenze é famosa pelo trabalho artesanal em couros e jóias muitas marcas produzem os sapatos, bolsas e utensílios de couro por lá.

 

 O Palazzo Pitti foi a antiga casa da família Médici 

 

O escolhido foi o Pitti, pois é bem antigo, abriga oito museus, incluindo o de moda, além que  eu ouvia minhas professoras (queridas!) da UCS falando neste museu. Infelizmente é proibido tirar fotos e como o espaço da exposição era pequeno, nem tentei, pois tinham muitos seguranças. Procurei na internet alguma imagem da exposição e no próprio site do museu e não encontrei nada. A sorte é que comprei o guia da exposição. A exposição que eu ví chamava "Moda fra analogie e dissonanze" em português "Moda entre analogias e dissonâncias ". 

 

Catálogo da exposição

 

Comprei o catálogo da exposição, pois já sabia que não era permitido fotografar e serve também como lembrança do museu.

 

A ideia da curadora da exposição é passar a relação das roupas do passado com as contemporâneas, então ao longo da mostra é possível visualizar esse contraste de estilos e peças. Essa exposição foi inaugurada em 2010, achei interessante o fato de ela permanecer no museu. 

 

Gianfranco Ferré, Emilio Pucci, Roberto Cavalli e Mariano Fortuny eram alguns dos estilistas italianos presentes na exposição, com peças ícones, como o vestido "Delphos" de Fortuny e as estampas de Pucci. Como a ideia era mostrar variadas peças, estavam por lá também peças antigas usadas pela corte italiana.

 

Adorei a visita e acho que é um museu super válido para conhecer em Firenze, certamente voltarei para exposições futuras. 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

COMO ORGANIZO MEUS LIVROS

VLOG #2: VICTORIA & ALBER...

VLOG #1: MUSEO DEL TRAJE

1/5
Please reload