DICAS PARA CRIAR O SEU PORTFÓLIO DE MODA



Recebi há pouco essa pergunta no canal e fiquei refletindo sobre essa questão, após abri uma caixinha no meu instagram @francyssaleh e mais perguntas vieram, então resolvi fazer um outro post bem completo sobre esse assunto.


Em 2019 eu já havia feito um post sobre portfólio de moda e também fiz um vídeo acompanhando (vou deixar os links ao final deste post).


A ideia aqui é dar um embasamento quase que teórico sobre o assunto e também dar algumas dicas.

Ah e claro, responder a dúvida da inscrita, pois achei super interessante e foi ela que originou esse conteúdo aqui!


Bom vamos lá, começando pelo... começo:


O QUE É UM PORTFÓLIO DE MODA

Um portfólio seja ele de moda ou de outra área, nada mais é do que um catálogo, seja ele físico ou virtual de trabalhos desenvolvidos pelo profissional ou estudante.


É muito comum nas áreas de fotografia, design de produto, desenho ou ilustração e design gráfico.


Na área da moda o portfólio costuma ser até mais relevante que o currículo, dependendo da empresa e região.

Em algumas universidades mundo afora, a forma de ingressar é através do portfólio.


Tanto é que existem cursos que preparam esses alunos para aprenderem costura, modelagem e desenho, no intuito de desenvolverem um bom portfólio e aí sim, fazerem a seleção e cursarem o curso de moda.

Então deste modo existem dois tipos de portfólios: o portfólio acadêmico e o portfólio profissional.


O tipo de conteúdo e especificações de cada um vai depender do tipo de projeto, proposta do professor… cargo que o profissional está interessado.. tudo depende neste caso!


O QUE DEVE CONTER EM UM PORTFÓLIO


Um bom portfólio deve traduzir a sua essência como criador. É através dele que o seu professor ou empregador entenderá quais as suas referências estéticas, qual a sua forma de interpretar o mundo e como você resolve "problemas".


Então você deve procurar identificar, em primeiro lugar, qual a sua marca pessoal como criador e após saber explorar isso nos seus trabalhos, para que assim você tenha um trabalho diferenciado.


Mas de forma resumida, o seu portfólio deve ter os seus melhores projetos, organizados de forma que impressione o professor ou futuro contratante.


Neste caso ele deve estar de acordo com a proposta: Se for para um professor, ele deve estar coerente com a proposta da disciplina, se for para um futuro empregador, ele deve estar de acordo com a vaga que você almeja. Eu particularmente gosto de ver o processo criativo dos alunos, gosto de ver todo o processo e ver como o aluno resolver aquele problema e como utilizou as referências que tinha na hora da criação. Então eu sempre soube valorizar o processo por inteiro: mood board / esboços / croquis finais / quadro de coleção.


Mas claro que neste caso vai depender do avaliador final do portfólio. É importante que você pesquise antes e saiba exatamente o que esperam ver em seu trabalho e aí reunir os trabalhos que estejam de acordo e caso você ainda não tenha um trabalho de acordo com a proposta, neste caso você precisará desenvolver.


Exemplo: Você trabalha com design de roupas, mas quer fazer entrevista para uma marca cujo o foco seja design de acessórios, como bolsas e carteiras.


Neste caso não é interessante você levar uma pasta ou apresentar um arquivo com 30 desenhos de roupas, o contratante quer ver algo do universo dele e da marca, então o aconselhável é você desenvolver uma mini coleção de acessórios e apresentar esta temática.


"Ah, mas Francys, eu já desenvolvi peças muito legais que saíram em jornais, revistas...., devo esquecer e não apresentar, se não tiverem de acordo com a empresa?"


Não, jamais! É interessante que o recrutador saiba que você tem um trabalho relevante, mas organize esses materiais de uma forma dinâmica, para que eles entendam que você é um profissional reconhecido porém mostre o que eles querem ver, que neste caso é o seu trabalho e o que você pode agregar para a empresa, caso seja selecionado para a vaga.



O PORTFÓLIO DEVE SER FÍSICO OU DIGITAL?


Essa foi a dúvida que mais apareceu na minha caixinha de perguntas que abri no instagram!


Minha opinião é que deve ser digital! Um portfólio digital não tem fronteiras.


Quando eu pedia projetos para os alunos, encontrava as vezes certa resistência da parte de quem é criativo e gosta de algo manual, porém há como fazer um belo trabalho manual e depois digitalizar tudo.


Até o momento, os lugares e situações em que vi portfólio físicos foram 2: em universidades e exposições, como no FIT em Nova York por exemplo e na feira Première Vision, em Paris, na parte onde as estampas são vendidas, e ao lado delas tem os portfólios dos criadores com todos os esboços e processos de criação.

Apenas nesses dois casos, nas demais situações como recrutamento, entrevistas de emprego, o melhor, ao meu ver é o digital.


Ainda mais em momento de pandemia, onde até os meios de pagamentos e todos os serviços estão migrando para formatos digitais. Neste caso também vejo como necessário e até mais responsável fazer um portfólio digital!.


Agora, respondendo a pergunta da inscrita que foi a seguinte:


"Tenho bastante dúvida em uma questão. Já sou estilista, porém trabalhei somente em uma empresa até o momento, entrei como assistente e fui sendo promovida. No momento estou buscando coisas novas e fazendo entrevistas, porém os trabalhos realizados na empresa eu tenho documentado somente desenhos técnicos e as fotos de produto (still), não tenho desenhos à mão pois não temos tempo para isso no processo. É imprescindível ter desenhos manuais quando já desenvolvemos produtos para o varejo?"


Então, minha sugestão neste caso, por se tratar de uma profissional que atua no mercado de trabalho, teve seu trabalho reconhecido e foi promovida e já atua no desenvolvimento de produtos o legal seria juntar o máximo possível de imagens das coleções.


Eu enquanto designer também não ficava esboçando desenhos, então o meu portfólio pessoal na época era composto por imagens dos sapatos prontos e fotos desses sapatos em revistas.


Já em outro caso, fiz um compilado de uma única coleção mostrando todo o processo: pesquisa - criação com esboços - desenhos finais com renderização - editorial com os protótipos.


Além disso é importante salientar que não existe uma fórmula para o portfólio pois algumas empresas pedem projetos específicos: no processo da entrevista elas dão um tema, e pedem um número x de desenhos sobre aquela temática.


Então a questão do portfólio varia bastante.

Uma dica importante: tenha o cuidado e o hábito de guardar registros do seu trabalho!

E se você não tem nenhum trabalho ainda, pode ser útil começar a desenvolver mini projetos que contemplem todo o processo: pesquisa, criação, esboços, desenhos finais, quadro de coleção, proposta de marketing, modelagem, peça piloto.


Agora que já respondi algumas perguntas gerais, vou listar aqui as dicas para você por a mão na massa!



10 DICAS PARA VOCÊ MONTAR SEU PORTFÓLIO DE MODA


1- Um bom portfólio é aquele que apresenta seu trabalho em sua melhor forma e demonstra que você entende as necessidades do contratante que está avaliando você.


2- O portfólio de um estudante que está entrando em um curso de moda por exemplo, serve para mostrar à banca examinadora da instituição a diversidade de seu trabalho e deve demonstrar a capacidade deste futuro aluno de criar conceitos e solucionar problemas por meio da criação de imagens. Já para quem quer entrar em uma pós-graduação, por exemplo, o portfólio é mais sofisticado, semelhante a algo que poderia ser usado em uma apresentação para um empregador ou futuro cliente.


3- O portfólio profissional deve encontrar um equilíbrio entre a expressão pessoal e as necessidades da indústria. O seu site, neste caso, deve ser complementar do seu portfólio.


4- Tenha foco na hora de selecionar os seus trabalhos para apresentar a uma empresa, pois normalmente os recrutadores não gostam de perder tempo, por isso verifique se todos os trabalhos que você selecionou sejam relevantes, com base nas necessidades da empresa.


5- É interessante fazer um balanço de seus pontos fortes e fracos, em termos criativos, é tão importante quanto saber o tipo de trabalho que seu cliente em potencial está buscando. Aprenda a ser objetivo: inclua apenas os projetos nos quais você acredita e certifique-se de que todas elas atendam aos mais altos padrões de qualidade. Deixe de fora quaisquer trabalhos que não estejam 100%.


6- Os empregadores da área criativa julgam o conteúdo de seu portfólio com base no que podem ver. Se necessário, inclua projetos que sejam relevantes para a área de especialização de determinada empresa e que demonstrem sua versatilidade dentro de sua área de atuação, na hora de montar um portfólio. Exemplo: Se você quer se candidatar a uma empresa que desenvolve diversas linhas de produtos, mas sua área é de confecção, pode ser interessante deixar alguns trabalhos que demonstrem sua versatilidade como designer de acessórios, produtos masculinos ou infantis.


7- Trabalhos publicados devem ocupar um lugar de honra em seu portfólio — o mais perto possível do início. Além disso, inclua um ou dois esboços, para o caso de um cliente em potencial estar interessado em dar uma olhada neles ao final da apresentação.


8- Pode ser necessário criar mais de um portfólio, ou dividir um único portfólio em seções que demonstrem suas habilidades em diferentes disciplinas e estilos. Profissionais multidisciplinares, especificamente, podem optar por criar portfólios diferentes para demonstrar competências específicas dentro de uma variedade de trabalhos.


9- O portfólio deve ser lógico e vendável, contendo projetos impecáveis e apresentadas com clareza. É preciso capturar a atenção do espectador desde o início e manter seu interesse durante toda a apresentação.


10- No caso de portfólios digitais, use um laptop para apresentações presenciais. Além de ser leve, ocupa pouco espaço sobre a mesa e permite que você mostre seu trabalho de inúmeras maneiras e uma última dica: não conte com a internet. Tenha o arquivo disponível em formato offline.



INSPIRAÇÕES DE PORTFÓLIOS DE MODA:


Segue a minha pasta no Pinterest, estou sempre colocando referencias legais lá: https://br.pinterest.com/Francyssaleh/portfólio-de-moda/



DICAS DE LIVROS QUE VÃO TE AJUDAR:


Fashion Design: Manual Do Estilista - Sue Jenkin Jones

Fashion Illustrator: Manual do Ilustrador de Moda - Bethan Morris


Creating a Successful Fashion Collection: Everything You Need to Develop a Great Line and Portfolio


How to Create Your Final Collection (Portfolio Skills: Fashion & Textiles) - Mark Atkinson


Como criar um portfólio e entrar no mundo profissional: Guia de orientadores para criadores - Fig Taylor



Quer aprender a desenvolver sua coleção autoral e seu portfólio? Aplique para a mentoria de Desenvolvimento comigo, neste link aqui: Aplicação para Mentoria



VÍDEOS QUE JÁ GRAVEI SOBRE O TEMA PORTFÓLIO DE MODA:







pos.png