O QUE COLOCAR NO PORTFÓLIO DE MODA



Estava finalizando a aula de Portfólio da turma de mentoria de Desenvolvimento de Coleção, e fui dar uma espiada no querido Google e ver se encontrava algo relevante para anexar ao conteúdo, porém para minha surpresa os conteúdos referentes ao assunto foram escritos por mim!


Além disso, sempre que abro caixinhas de perguntas lá no Instagram no meu perfil @francyssaleh, volta e meia surge essa dúvida, tanto por modelistas que entendem a importância de organizar o seu trabalho por meio de um portfólio, quanto estudantes ou novos designers.


Organizar o seu trabalho em um formato de portfólio é a melhor forma de apresentar e promover o seu trabalho, esta ferramenta é como se fosse uma vitrine do seu trabalho, pois você consegue juntar em um lugar só as suas habilidades, suas formações, qualificações, experiências profissionais e mais importante para quem atua com moda, a sua personalidade. Sim, sua personalidade e se você for um designer concorrendo a uma vaga de emprego, saiba que a sua personalidade e estilo pessoal serão avaliadas, e são tão importantes quanto a sua formação. Dito isto, comece a pensar na forma como você quer ser visto ou vista.


Mas vamos ao tema aqui, pois "afinal Francys, o que preciso colocar no meu portfólio?"


Como eu já disse em outros posts aqui no blog, eu já fiz alguns portfólios e todos eles diferentes, ou seja, temas diferentes, estéticas diferentes e claro, propósitos diferentes. O portfólio pode ir variando e se adaptando as suas necessidades e no meu caso aconteceu isso e também o fato de eu mudar de área dentro da moda e também uma certa maturidade, então natural que ele mude.


Organizei aqui em tópicos levando em consideração os trabalhos que voce deve colocar, a organização e clareza na forma de apresentar os trabalhos e por fim um currículo e uma espécie de carta de apresentação.


1- TRABALHOS


Basicamente o portfólio deve conter os seus melhores trabalhos ou um trabalho específico e como disse, já tive vários portfólios, um com todos os trabalhos, pois na época da faculdade não tinha um volume grande, então colocava tudo que tinha feito, depois ao final do curso já tinha um volume bacana, também tinha matérias e entrevistas do meu trabalho em revistas e jornais, isso é legal pois ativa o gatilho de autoridade, ou seja, mostra que você tem destaque reconhecido no que faz.


Depois passei a ter um portfólio com um único trabalho, e este portfólio era todo em inglês. Então aqui não existe uma regra, você apenas deve selecionar os trabalhos de acordo com a proposta e lembre-se sempre que se o objetivo for um portfólio profissional, ele deve ter um equilíbrio entre a expressão pessoal e as necessidades da indústria.


A ideia é que você passe a impressão de que o entrevistar, contratante precise de você pois você tem as soluções certas e isso deve estar claro nos seus trabalhos.


2- ORGANIZAÇÃO E CLAREZA


Como disse o portfólio é a sua vitrine, então você precisa passar essa ideia de organização através da seleção dos seus trabalhos. Você deve ter em mente que a pessoa responsável por analisar os portfólios tem uma pilha enorme para avaliar e você pode facilitar o trabalho fazendo algo sucinto e objetivo, isto é, não coloque trabalhos excessivos e transmita clareza na forma de organizar os conteúdos, para que a pessoa que pegar o seu trabalho tenha prazer ao analisar e entenda a sequência e organização que você criou.



3 - UM BREVE CV E APRESENTAÇÃO


Na bora de colocar o seu CV no portfólio também siga a dica anterior, seja sucinto! Normalmente as pessoas colocam informações demais que acabam sendo desnecessárias e pode tirar o foco do que realmente é.

Além disso faça uma apresentação, fale dos seus objetivos, o que mais ama na moda, seja interessante!

Também coloque suas redes sociais, alguns departamentos pessoais fazem análise em redes, então seja coerente, ok?!



Gostou dessas dicas? Comenta lá no meu perfil do instagram @francyssaleh se essas dicas te ajudaram!

pos.png