top of page

O QUE VOCÊ NÃO DEVE FAZER QUANDO VISITAR A PREMIÈRE VISION!



A motivação para este post surgiu da minha observação ao longo dos anos dos comportamentos de profissionais que viajam a Paris para cobrir a feira. Dada a minha compreensão do funcionamento do mercado de moda no Brasil, sinto que é necessário, enquanto educadora, criar uma conscientização sobre algo que infelizmente se tornou bastante comum.


Sem mais delongas, o que considero comum é o hábito que nós, brasileiros, temos de copiar o que vem de fora. Por muitos e muitos anos (mais de 100, na verdade), olhamos para o que vem de Paris e replicamos aqui.


Esse na minha opinião é um comportamento desaprovável, bastante comum entre os designers, e é o que alguns chamam de "pesquisa de moda".


Sendo assim, algumas marcas e estilistas adotam o hábito de viajar, adquirir peças ou entrar em provadores para fotografar, reproduzindo exatamente o mesmo processo ao retornar ao Brasil. Entretanto, é importante esclarecer que isso não constitui pesquisa, mas sim uma cópia direta. Por esse motivo, na feira, é expressamente proibido fotografar.


Eu, enquanto profissional com autorização para fotografar devido ao meu trabalho, ainda assim, ao chegar em um estande, solicito permissão, explico a finalidade da foto, apresento meu site e, somente após obter autorização, realizo as fotografias e ainda assim evito expor no feed ou aqui no blog, para preservar o trabalho e a imagem de quem fez.


Os expositores presentes dedicaram anos à pesquisa e desenvolvimento dos materiais que estão expondo na feira. Fotografar com a intenção de copiar demonstra uma falta significativa de consideração por esse esforço. A feira é um espaço destinado à inspiração e negócios, reunindo fornecedores de todo o mundo, incluindo do Brasil. Portanto, é fundamental abordar o evento com a mentalidade de buscar inspiração e oportunidades comerciais, em vez de simplesmente replicar o que é observado. Concorda?



Comments


pos.png
    bottom of page