PROCESSO CRIATIVO NA MODA: COMO É O SEU?


O processo criativo difere de pessoa para pessoa, eu particularmente costumava ter bloqueios na hora de criar, porém com as técnicas corretas superei e hoje me considero uma pessoa super criativa.


E você? Se considera criativa ou criativo? Qual sua forma de criar?


Sabia que Dior começava seu processo criativo com desenho a lápis? Já Givenchy e Madame Grès preferiam partir de um tecido. Vionnet, como sabemos, gostava de drapear o tecido em um manequim em miniatura e suas criações surgiam dali.


Veja que não existe uma única forma de criar e ao longo da história podemos ver que os grandes costureiros também tinham suas particularidades e cada um criava de uma forma, da maneira que era mais confortável e que facilitava a geração de ideias.


É um erro pensar que deve-se partir de um único ponto, e é importante conhecer todas as ferramentas e metodologias que auxiliam na hora que precisamos de ideias!


Se você é estudante de moda já deve conhecer quais as metodologias existem e inclusive deve fazer uso de algumas, mas se você ainda não estuda moda e ao ver um estilista criando, pensa que tudo surge de sua cabeça de forma simples, está enganada. Claro, às vezes eu ouço em alguma entrevista um estilista falando que as ideias brotam de sua cabeça... já ouvi vários relatos assim também e volto a dizer que cada um tem o seu processo.


E o ponto que eu quero chegar aqui é que existem métodos de criação e que esses métodos precisam ser alimentados, seja ele qual for. Para a geração de novas ideias, precisamos estar "cheios" de referências variadas, não só sobre moda, mas sobre o mundo em geral.


Inclusive é importante frisar aqui que o conceito de processo é criativo é o fato de ele ser um processo cognitivo que produz novas ideias ou transforma ideias antigas em conceitos atualizados. Sabendo disso, é importante sabermos reciclar essas ideias, transformando-as em conceitos novos.


E como fazemos isso? Estando abertos e dispostos a aprender sempre e claro, que com uma orientação profissional tudo fica mais fácil.


Inclusive, no meu grupo de mentoria de desenvolvimento de coleção eu sempre apresento as metodologias existentes para que os mentorandos experimentem as diversas formas e escolham a que faz mais sentido dentro de suas realidades.