BRANDING PESSOAL: UMA REFLEXÃO


Foto da Flagship da Mansur Gavriel no Soho, em 2019



Esse post, ou melhor, essa reflexão, foi pensada em você que trabalha como estilista em seu próprio atelier ou você estudante de moda que logo entrará no mercado de moda. Vamos falar sobre o branding e a importância disso para você?


Para começar, caso você não saiba branding é a marca, é como se fosse sua marca pessoal ou melhor, qual a idéia que você quer passar para as outras pessoas. Isso é o branding.


Claro que não só isso, são muitas coisas envolvidas, mas de forma simples e resumida para quem é leigo, o branding é isso.


As marcas sabem muito bem como usar o branding e utilizam todas as ferramentas para isso, eu gosto muito do exemplo da Le Lis Blanc, que é uma marca que simpatizo com o estilo e lifestyle e que é fácil de ser encontrada em qualquer shopping no Brasil.


Ao entrar na loja você já sente aquele aroma de alecrim... ao passear pelas araras e tocar nas peças, percebe o toque sedoso dos tecidos, que normalmente são fibras naturais. As peças tem um distanciamento entre si, são bem distribuídas em araras douradas, fazendo com que o cliente analise os detalhes individualmente.


Ao fundo da loja tem a linha de beleza e também a linha de decoração, tudo condizente com as peças, e o estilo da mulher que usa Le Lis. A música é um som ambiente, calma, cool ... tudo ali está de acordo, seja na forma estética, apresentação do produto, campanhas. Tudo de acordo e isso é branding.


Ou seja, usar todas as ferramentas que se tem para criar uma experiência única com o cliente.


Eu sou apaixonada por essas experiências, tanto é que particularmente não gosto de compras online. Eu gosto de experimentar todas essas sensações quando vou fazer uma compra e principalmente se ela for de valor, seja uma vela, um sapato, pijama, bolsa... o que for. As únicas coisas que compro online são livros e cosméticos de reposição.


Agora faz tempo que não viajo em função da pandemia, mas sempre que posso experimento as perfumarias de nicho: Le Labo, Diptyque e Byredo são as preferidas.


E o bacana dessas marcas é o atendimento, eu lembro que na Byredo tomava espumante enquanto escolhia os produtos. Na Diptyque tive uma verdadeira aula sobre os perfumes compartilháveis e por ai vai, é uma experiencia muito legal e que fixa a ideia de branding, porque eles exploram de todas as formas.


Bom, mas voltando, a ideia aqui é que possamos aprender com as marcas e trazer isso para nosso universo. Lembro que em 2017 durante uma viagem encontrei no aeroporto o livro Personal Branding e recentemente escutei um podcast do autor, o Arthur Bender.


Ele falava algo que sempre me incomodou em algumas marcas, que era a falta de coerência. De forma resumida vou explicar aqui porque esse é um conceito poderoso para você entender mais o que estou falando.


Como atuantes na área do design, criamos para uma persona X, quando o pessoal do marketing desenvolve a campanha, eles não analisam o briefing que o designer se inspirou, e desenvolvem a campanha para uma persona Y.


Eu vejo isso até hoje em grande marcas, essa falta de coerência, e hoje também, assistia uma live de Marketing Digital onde a palestrante afirmava atender determinado nicho, porém os símbolos ao redor dela, como o cenário que ela havia organizado e outros elementos, não comunicam com o público que ela afirma ser o dela, entende?


E não pense você que estou julgando ou criticando, não é isso, mas é bom refletirmos e analisarmos como está nosso posicionamento. Estamos comunicando de forma assertiva o público que queremos atingir?


Nosso espaço hoje é visual, precisamos das redes sociais para divulgar nossos produtos e serviços. A sua identidade gráfica está de acordo com o seu nicho ou o cliente em potencial que quer atingir? A forma como você fala também está de acordo?


Emitimos opiniões o tempo todo, além claro dos sinais como nosso carro, corte de cabelo, óculos, perfume... relógio, maquiagem, a bolsa que escolhemos. Tudo que você usa e faz, comunica!


Eu quero voltar aqui e falar mais sobre isso, é um assunto que eu sou apaixonada. Agora deixo a indicação de leitura pra você que quer desenvolver o seu branding pessoal, é um livro super bacana e estimulante, vai te dar idéias e insights claros de como trabalhar a sua marca ao seu favor: Personal Branding - Arthur Bender.


Um beijo e até o próximo post ou reflexão!




pos.png